segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Amor Doce: Episódio 22

                Ato 3- Jogo de Pista

(Após a peça ter terminado, nos trocamos e fomos encontrar os nossos pais no ginásio.)
(Eu encontrei os meus pais conversando com outros pais que eu ainda não tinha visto.)


Crystal: Sim, minha filha e um dos amigos dela fizeram tudo isso sozinhos, eu nem ajudei!


(Oh, só podem ser os pais da Rosalya.)


Lucia: Ah, ah! Ela não te deixou fazer, não foi mesmo?


(Próximo)


Crystal: Exatamente, eu nem tive a chance de olhar o que ela fazia! Ela tem uma personalidade forte!


(Próximo)


Peter: Igualzinha a mãe!


(Próximo)


Lucia: Ah, olha! Aqui está a minha filha,a Docete. Querida, venha!


(Eu me aproximei.) E-Então? Gostaram?


Philippe: A peça estava muito bonita. Eu gostei muito.


(Próximo)


Lucia: Verdade, mesmo se houve um pequeno problema técnico...


Ah... Vocês perceberam?


Crystal: Vocês tossiam demais, era impossível não perceber!


Puxa... Espero que isto não tenha estragado a peça!


Lucia: Não... Não se preocupe, foi divertido!


(Próximo)


Rosalya: E os figurinos? O que vocês acharam?


(A Rosalya se juntou a nós.)


Peter: Eles estavam muito bem feitos, vocês fizeram maravilhas!


(Próximo)


Lucia: Oh! Você é a Rosalya?


(Próximo)


Rosalya: Sim! E vocês devem ser os pais da Docete? Prazer em conhecê-los!


(Próximo)


Philippe: O prazer é todo nosso. Vocês fizeram um excelente trabalho com os figurinos, eu não esperava ver coisas tão bonitas em uma pequena produção escolar.


(Próximo)


Rosalya: Oh, eu não teria conseguido sem a ajuda de todos!


(Sem a nossa ajuda financeira, isso sim...)


Rosalya: Você vem comigo, Docete? Vamos ver o que os outros pais acharam?


(Ela me puxou pelo braço) Oh, está bem! Até mais tarde, papai! Até mais tarde, mamãe!


Ginásio


Você não está com vontade de ficar um pouco com os seus pais?


Rosalya: Mais tarde! Temos tempo para isso! Agora eu quero saber o que todos acharam da peça e dos meus figurinos! Você não está curiosa também?


Bom, era importante para mim saber o que os meus pais tinham achado, mas além disso...


Rosalya: Eu quero saber o que todo mundo achou! Eu preciso ouvir as críticas, senão não avanço!


Hum... Você não está fazendo de tudo para ser elogiada?


Rosalya: Ei! Não tem nada demais gostar de ver o seu próprio trabalho ser elogiado!


Ah ah, verdade... Vamos falar com quem primeiro?


Rosalya: A Violette está com o pai dela. Venha, vamos vê-los!


(Eu segui a Rosalya.)


Ginásio


Violette: Olá, meninas!


Então, o que você achou?


Violette: Vocês foram ótmos! Estou contente pois nenhum cenário quebrou... Eu estava com medo...


Pois então, viu só? Tomamos cuidado!


Armand: Eu também gostei muito da peça, vocês atuaram muito bem!


(Próximo)


Rosalya: Obrigada! E o que vocês acharam dos figurinos?


Rosalya...


Rosalya: O que foi?...


Você podia ser mais discreta!


Rosalya: Não há espaço para delongas! A diretora pode nos chamar a qualquer momento para continuarmos o trabalho! Temos que ser rápidas...


(Próximo)


Armand: Continuarmos? Ah, é! Verdade! Temos um jogo de pistas para fazer.


(Próximo)


Violette: Sim! Agora é a vez de vocês trabalharem, ah ah!


(Próximo)


Rosalya: E os figurinos?


Não insista, ele mudou de assunto!


Rosalya: Puxa... Venha, vamos ver outra pessoa!


(Terminar a conversa)


Ginásio


Você não acha que está exagerando um pouco...?


Rosalya: Hein? Eu? Por quê?


É muita falta de educação o que você está fazendo!
Não deveria fazer este tipo de coisa na sua idade!
Deixa para lá...


Rosalya: Tarde demais, você falou demais. Ou não falou o suficiente.


Bom... Você não acha que deveria ir com o Alexy para saber o que todos acharam do figurino? Foi ele quem fez tudo com você!


Rosalya: Ah, sim... Você tem razão! Eu não tinha pensado nisso! Você não se incomoda se eu te deixar? 


Não, nem um pouco! Eu irei ver todo mundo sozinha!


Rosalya: Legal... Agradeço o conselho!


Não tem de quê! (Desculpe, Rosalya, mas as suas perguntas estavam me incomodando um pouco...)


Ginásio


(Eu vi o Lysandre um pouco mais longe e fui na direção dele.)


Lysandre: Então? Está mais tranquila agora que tudo terminou?


Você ainda não se trocou?


Lysandre: Tinha gente demais no vestiário, voltarei mais tarde.


E daí? No vestiário das meninas também tinha bastante gente!
Ah, eu não sabia que você era um pouco agorafóbico...
Ah, é? Você não se "esqueceu" de se trocar, simplesmente?


Lysandre: Mas você não tinha o Nathaniel e o Castiel brigando... Além disso, as brigas deles são insuportáveis, ainda mais quando o Castiel fica rindo do Nathaniel na frente de todos...


Oh... Eu não tinha visto por este ângulo...


Josiane: Ah! Aqui está a Rosalya!


N-Não... Eu não sou a Rosalya... (Quantas vezes eles vão me confundi com a Rosa?)


Lysandre: Eu estava justamente falando de você...


A-Ah, sim? O que você estava falando?


Lysandre: Ah, bem... Como você estava linda vestida com o seu traje.


V-Você achou?


Lysandre: Claro, seu traje combinava tanto, nunca te vi tão bonita!


(Eu comecei a ficar vermelha...)


Lysandre: M-Mas isso não significa que você não seja!


N-Não se preocupe, eu entendi...


George: Vocês dois são fofinhos. Mas eu pensei que você era namorada do Leigh! Eu me enganei?


E-Eu NÃO sou a Rosalya!


Ginásio


Peggy: Conseguimos! Conseguimos encenar esta maldita peça!


(A Peggy me deu um tapinha nas costas.) S-Sim!


Oh, olá! Vocês devem ser os pais da Peggy!


Geraldine: Ah, ah, foi fácil adivinhar!


Um pouco, sim!


Peggy: E os seus pais, estão por aqui? Eu ainda não os vi...


Eles estão com os pais da Rosalya, não muito longe...


Peggy: Os pais da Rosalya? Eu tenho que falar com eles! Eu não gostei nada do que a filha deles fez... Tivemos que pagar pelos figurinos!


(Próximo)


Eric: Ora, Peggy... Não foi você quem pagou, fomos nós...


(Próximo)


Peggy: Sei, mas mesmo assim!


(Talvez eu não devesse ter dito onde eles estavam...)


Então, gostaram da peça?


Geraldine: Eu me diverti muito! Além disso, ver nossa filha atuando nos deixou tão felizes! Tiramos bastante foto!


Ah, é? (Puxa, nem perguntei para minha mãe se ela tirou foto minha também... Eu espero que não!)


Eu fico feliz que tenham gostado. Espero que gostem também do que vem por aí!


Peggy: É um tipo de jogo de adivinhação, é isso?


Sim, no formato de um jogo de pista. Os professores irão explicar melhor do que eu!


Ginásio


(Eu senti alguém segurar os meus braços e me puxar para trás.)


Alexy: Ei! Vem ver!


Aaaah! Estão me sequestrando!


(Ouvi risos em volta e os gêmeos me levaram para perto dos pais deles.)


Armin: Bom e agora? Pedimos um resgate?


(Próximo)


Vitória: Não, ainda não. Os pais precisam se dar conta de que ela desapareceu. E quando eles começarem a ficar assustados, sem saber o que aconteceu, nós finalmente ligamos para eles!


(Próximo)


Armin: Você é diabólica, mamãe!


M-Mas o que vocês estão fazendo? Eu estava brincando!


Vitória: Ah ah, nós também, ora!


(Eu desconfiava mais nunca se sabe...)


Arnaud: Então quer dizer que você e a grande amiga do Alexy? Você deveria nos ter dito, na primeira vez que nos encontramos!


Oh, é... E-Eu não sabia que ele tinha dito para vocês que eu era uma "grande amiga"...


Alexy: Ah, claro que sim! Você foi uma das primeiras garotas a vir falar comigo quando cheguei na escola e já fizemos várias coisas juntos! Eu adoro você tanto quanto o Kentin!


Aaaaah. Quer dizer que você adora o Kentin, hein?


Alexy: ... Ei, que olhar é este?


Nada, nada! (Eu assobiei com um ar inocente.)
Um olhar que significa "o Kentin é meu"!


Alexy: Pfff... Você não é mais minha amiga!


Ah, ah! Seu bobo!


Alexy: Você bem que podia fazer de conta que estava acreditando!


(Próximo)


Então, o que acharam da peça?


Vitória: Foi realmente ótima! Não fiquei nem um pouco entediada.


(Próximo)


Armin: Por quê? Você estava com receio?


(Próximo)


Vitória: Conhecendo você como eu conheço? Não... De jeito nenhum...


(Próximo)


Armin: Eh eh... Ah, falando nisso, você estava ótima, Docete!


Obrigada!


Alexy: Sim, além disso, você estava bem bonita!


Vocês acharam?


Armin: Sim, eu te achei realmente muito bonita! O cosplay até que combina com você, você devia fazer com mais frequência!


Ah, ah! Obrigada, Armin! Anotarei o seu pedido!


Ginásio


(A Bia está conversando com os pais dela.)


Georgia: Eu adoraria ter te visto no palco com os seus colegas de sala, é realmente uma pena...


(Próximo)


Paul: Ora, o papel dela também foi importante! Graças a ela, ninguém esqueceu o texto!


(Próximo)


Bia: Sim! Papai tem razão! Se eu não estivesse presente, a peça teria sido uma catástrofe!


(Nada a ver... Eu tenho certeza que se eu tivesse pedido ajuda, ela teria me dito uma besteira qualquer!)
(Vou evitar ficar perto delas, a mãe da Bia parece ser igual a ela.)


Ginásio


(Os pais do Nathaniel estão conversando com um casal que eu não tinha visto ainda.)


Josefa: Oh, vocês são os pais do tão querido Nathaniel? Nossa filha só nos fala coisas boas sobre ele!


(Próximo)


Francis: Ah, sim... E vocês são os pais da Melody, é isso? Sua filha veio nos ver a alguns minutos, ela parece ser uma boa aluna, responsável. Vocês podem ficar orgulhosos!


(Próximo)


Henri: Obrigado! Seu filho também parece ser uma boa pessoa, mesmo se eu ainda não tive a oportunidade de conhecê-lo!


(Próximo)


Adelaide: Ele está conversando com os colegas de classe dele, eu sinto muito...


(Próximo)


Josefa: É normal, qualquer adolescente prefere ficar com os colegas do que com os seus pais!


(Ora... Talvez eu tenha tido uma falsa impressão dos pais do Nathaniel. No final das contas, até que eles parecem normais...)


Ginásio


(Eu me aproximei do Castiel e dos seus pais.)


Castiel: Pfff. Que demora, o que a diretora está fazendo? Vamos fazer outra coisa...


Dê tempo para que as pessoas possam conversar... Eles têm várias coisas a dizer sobre a peça!


Castiel: Eles não podem fazer isto na casa deles?


Eles poderiam... Eu acho. O que os seus pais acharam da peça?


Castiel: Eu não sei de nada, não perguntei...


Você não está nem um pouco curioso...?


Valérie: O que vocês dois estão conversando?


N-Nada! Nada mesmo!


Jean-Louis: Vocês devem estar aliviados agora que tudo terminou, não?


Sim, um pouco! Mas foi divertido mesmo assim.


Castiel: Eu espero que seja a última vez que alguém nos peça algo do tipo!


Oh, vai... Eu tenho certeza de que você se divertiu também!


Valérie: Ah, ah, eu tenho certeza também, ele é muito orgulhoso para admitir!


(Ela fez carinho nele.) Fffff...


Castiel: Q-Quer me deixar em paz! E pare de agir como se me conhecesse bem!


(Próximo)


Valérie: Eu sou sua mãe, eu sei de tudo! Não é mesmo, querido?


(Próximo)


Jean-Louis: Se isto te deixa feliz...


(Próximo)


Eu não entendo por que você não quer ver os seus pais aqui!
Oh, Cassy, não seja tão malvado com a sua mãe.
Bom, eu tenho que ir...


Castiel: Sim, é isso... Saia daqui!


Não finja... Eu sei que você vai sentir a minha falta...


Castiel: Não é o contrário?


Não, pois sou eu quem está indo embora...


Castiel: Já se passaram cinco minutos desde que você falou que estava indo embora... mas ainda está aqui. É você que não pode mais viver sem mim!


Nada a ver!


Ginásio


(Eu me aproximei do Kentin)


Kentin: Então, os seus pais gostaram da peça?


Ah, ah! Eu iria perguntar a mesma coisa!


Kentin: Oh, os meus pais gostaram. Minha mãe riu, mas meu pai achou que faltou um pouco de ação.


Os meus pais também gostaram! Que legal que todo mundo tenha se divertido!


Ei, aonde estão os seus pais?


Kentin: Eles foram conversar com os pais do Nathaniel, ali.


(Ele apontou para o canto do ginásio.) Oh... Você acha que eles querem falar sobre a Ambre?


Kentin: S-Sim... Com certeza...


Por que você não foi com eles?


Kentin: Porque se um dia a Ambre contar a história do beijo, sou um homem morto.


Ah, ah! Você se arrepende agora, hein?
Bem feito! Era só não ter beijado a Ambre!
Hein? Qual beijo?


Kentin: Ah, você não se lembra?


Não...


Kentin: Deixe para lá! É até bom você não saber do que estou falando, pois não estou muito orgulhoso do que eu e a Ambre fizemos juntos.


Oh, está bem, não vou insistir!


Ginásio


O que vocês estão fazendo?


Li: Psiu! Estamos tentando ouvir o que aquele senhor está dizendo aos pais da Ambre!


Qual senhor?... Oh! (Elas estão espionando o pai do Kentin.)


Li: Pobre Ambre... Eu espero que os pais dela não a coloquem de castigo, tinhamos previsto ir ao shopping hoje à tarde...


(Próximo)


Charlotte: Parece que tudo está se arranjando para ela, não há nenhum problema...


Pois eu acho que ela devia ser punida! E vocês também! Foi realmente muito grave o que vocês fizeram com o Kentin!


Li: Ninguém te perguntou!


Ok, Ok... (Eu me afastei...)


Ginásio


Dake: Ah, finalmente! Eu estava pensando quando é que eu ia ter você só para mim!


O-Olá, Dake. Você gostou da peça!


Dake: Eu não sei ao certo, para falar a verdade eu não olhei muito para o cenário, eu tinha algo mais interessante para olhar!


(Ele olhou para mim.) Já vi tudo...


Então, você achou que eu estava bonita?
Desculpe, mas eu tenho que ir, estou ocupada.
Quando é que você vai embora mesmo?


Dake: Claro, eu quase fiquei com ciúmes dos seus colegas de classe, eles poderia te ver de perto!


"Quase"?


Mas, me diga, você não estava com a Lety?


Dake: Quem? Ah, sim, a amiga que você tinha encontrado no shopping?


Sim, ela. Vocês não estão mais juntos?


Dake: Nós nunca saímos juntos...


E no entanto, era o que dava a entender!


Dake: Não! Nós preferimos ser apenas amigos.


... "Nós" (Algo me diz que ele tomou a decisão sozinho.)


Ginásio


(Os pais do Nathaniel estão conversando com os pais do Kentin.)


Giles: Como assim "Ela não fez nada"? Você está insinuando que meu filho é um mentiroso?


(Próximo)


Francis: Não estou insinuando nada, é a pura verdade. Minha filha nunca causou problema algum.


(A Ambre estava escondida atrás do pai.)


Ambre: P-Pois é... Nós sempre fomos gentis com o Kentin, nunca entendemos porque o senhor o forçou a sair da escola!


(Próximo)


Giles: Vocês estão de brincadeira, não é mesmo?! 


(Próximo)


Manon: Deixe para lá... Parece que é de família.


(Eu me afastei...)
(Estou completamente de acordo com a mãe do Kentin, parece mesmo que é de família!)
(Oh, o Nathaniel está logo ali... Eu vou faalr com ele.)


Ginásio


Nathaniel: AH... Olá, Docete. Seus pais gostaram da peça?


Sim, eles deram bastante risada! E os seus, gostaram?


Nathaniel: Você fala isso como se estivesse anunciando a morte de alguém...


Sinto muito... Eu acabei de vê-los brigando com os pais do Kentin e não foi nada agradável...


Nathaniel: Eu sei, eu me distanciei quando eles chegaram, não estava com vontade de me ver no meio de toda a confusão.


Entendo...


Seus pais são horríveis mesmo...
Você quer conversar sobre o assunto?
Você quer mudar de assunto?


Nathaniel: ... Conversar sobre o quê?


Ora, sobre os seus pais! Você se sentiria melhor se os criticasse um pouco!


Nathaniel: Ah ah! Você acha? Pois eu acho que se eles me pegarem de surpresa falando mal deles, sou um homem morto!


Ah, ah, os meus fariam o mesmo... Além disso, eles não estão muito longe, você tem razão, não vamos correr este risco!


Você conseguiu convencer com os pais do Lysandre que não era o Castiel? Porque eles ainda me chama de Rosalya...


Nathaniel: Gente do céu... Aqueles dois são especiais mesmo. Além disso, confundir o Castiel comigo! Incrível!


Ah, ah, ah! Verdade! Talvez o Lysandre não tenha conversado muito sobre o seu melhor amigo? Por isso eles não tinham ideia de como ele era?


Natahniel: Eu acho que, conhecendo ele como conheço, ele foi ao essencial e falou apenas do amigo e não de como ele era fisicamente!


Sim, tem sentido.


Natahniel: Ah, os pais do Kentin deixaram os meus em paz, eu vou voltar lá!


Está bem, até daqui a pouco!


Ginásio


(Eu me aproximei dos pais do Nathaniel para ouvi-los.)


Castiel: O que você está fazendo?


Nada de mais, por quê?


Castiel: ... Você parecia estar se divertindo...


Hâ? Nem lembro onde eu estava há dois minutos...


Castiel: Com um certo representante de turma...


Ah, sim... Estávamos falando sobre os pais dele.


Castiel: Eu acho que você passou muito tempo com ele nos últimos dias...


Tanto quanto passei com você. Por quê? Está com ciúmes?


Castiel: E se fosse o caso, você deixaria de vê-lo?


Oh, eu... Se isto te deixa feliz...
Não, eu falo com quem eu bem quiser!


Castiel: Você planeja uma revolução?


Para que eu me revolte, preciso ter te obedecido um dia.


Castiel: Oh, mas as vezes você me obedece... Quando eu te digo para ver se estou na esquina. Você vai imediatamente.


Somente porque nestes momentos você é insuportável e eu não quero olhar para a sua cara mesmo.


Castiel: É verdade que você é um modelo de gentileza.


Você não está com ciúmes mesmo?


Castiel: Com ciúmes daquele idiota? Sério? Não. Só não gosto que mexam nas minhas coisas.


Sua COISAS?


Ginásio


(Eu pude me aproximar suficientemente bem para ouvir os pais do Nathaniel conversando com ele.)


Adélaide: Os professores te elogiaram bastante, Nathaniel. Só que a diretora não aprou de fazer comentários sobre o filho daquela mulherzinha de mechas vermelhas...


(Próximo)


Ambre: Quer saber, talvez você esteja falando sobre os meus futuros sogros!


(Próximo)


Francis: Você pode achar alguém melhor do que passa o seu tempo matando aula.


(Próximo)


Nathaniel: E... O que vocês acharam da peça?


(Próximo)


Francis: Eu já dei a minha opinião. Esta peça foi uma perda de tempo. Eu nunca vou entender esta ideia de excursões ou projetos extra-escolares.


(Próximo)


Ambre: Foi divertido, papai. Tem horas que vale a pena se descontrair...


(Próximo)


Francis: Vocês se "distraem" tanto que o seu irmão decidiu vestir este tipo de roupa estúpida...


(Ele olhou para o filho de cima para baixo, censurando-o com o olhar.)


Nathaniel: S-São apenas roupas...


(Coitado, estou com pena dele...)


Ginásio


(A diretora subiu no palco para poder dizer algo para todos.)
(Eu aproveitei para ir ver os meus pais.)


Philippe: Ora... Pensei que não iriamos te ver novamente!


Desculpe, eu estava conversando com alguns colegas de classe.


Diretora: Obrigada a todos! Espero que tenham gostado da nossa peça!


(Próximo)


Diretora: Os alunos da nossa escola prepararam um jogo lúdico para os visitantes, para fechar com chave de ouro nossa tarde. O objetivo é simples.


(Próximo)


Diretora: Iremos entregar para cada um de vocês uma lista de objetos para serem entregues ao professor Faraize. Os objetos não estão descrito de forma clara. Na verdade são questões que necessitam de alguns momentos de reflexão, para testar um pouco a cultura geral de todos.


(Próximo)


Lucia: Oh, que interessante!


Pois é! Achamos a ideia bem legal também!


Diretora: Vocês podem formar uma equipe ou reunir os objetos sozinhos, como preferirem!


(Próximo)


Philippe: ...


(Meu pai me deu a entender de forma bem clara que eu estava na mesma equipe deles... Ah ah!)


Diretora: Vocês podem pegar a lista com o Sr. Boris, na saída do ginásio! Quando vocês encontrarem tudo, Sr. Faraize irá indicar onde se encontra o lanche que preparamos. Divirtam-se!


(Ela desceu do palco.)


Vamos?


Lucia e Philippe: Vamos!


(Terminar a conversa)


Pátio


*A partir de agora, você vai ter que encontrar três objetos colocados no cenário.*


(Próximo)


*Quando tiver encontrado estes três objetos, um enigma ou uma questão será feito. Você precisa escolher entre os três objetos encontrados, qual deles corresponde a resposta!*


(Próximo)


*Você entendeu? ou prefere reler as explicações?*


Eu entendi!
Eu gostaria de reler, por favor.


*Perfeito! Divirta-se bastante!*


(Próximo)
(Recebemos a lista de objetos a serem encontrados e o enigma.)


Lucia: Bem... Temos que encontrar um cacto, um relógio e uma pipa.


(Próximo)


Philippe: Eles colocaram isso tudo espalhado pela escola?


Isso! Mas não se preocupe, pai, me tornei uma profissional no assunto. Eu já encontrei várias coisas por aqui!


Philippe: ... Você fala isso para que eu fique orgulhoso?


Não, mas isto nos dá uma vantagem sobre os outros!


Lucia: Vamos procurar tudo isso?


Vamos!


Clube de Jardinagem


Kentin: Vocês encontraram alguma coisa?


Estamos com dificuldades, e você? Você está procurando sozinho?


Kentin: Não, formei equipe com os meus pais, mas o meu pai me pediu para "sondar" o território primeiro.


Ah, ah, seu pai é estranho mesmo...


Kentin: S-Sim... É o tipo de homem que não devemos irritar...


Um pouco como você?
Ele te dá medo?
As Ambres que se cuidem...


Kentin: Ah, ah! Verdade! Pode ter certeza!


Falando nisso, como terminou esta história?


Kentin: Eu não sei ao certo... Ela não teve problemas...


Ela se saiu bem...


(Cacto está no clube de jardinagem.)


Corredor Principal


Bia: Vocês terminaram de pegar tudo?


Ainda não, e você?


Bia: Nós começamos há pouco tempo, como poderíamos ter terminado?


Então me explique POR QUE você me perguntou a mesma coisa?!


Georgia: Não precisa ficar nervosa, é apenas um jogo...


(Não é o jogo que me deixa nervosa... É a sua filha...)


(O relógio está no corredor principal.)


Corredor 2


Nathaniel: Este jogo é divertido, você não acha? 


Bem, está bem difícil para mim, mas tudo bem!


Nathaniel: Pois eu gosto muito!


Não me surpreende, você é do tipo que gosta de tudo que tem a ver com enigmas!


Nathaniel: E isto é ruim...?


Não, é engraçado!
Não tenho uma opinião formada sobre o assunto...
Ruim não é bem o caso, mas cafona, sim...


Nathaniel: Você também gosta?


Gosto! Sou forte nisso!
Gosto! Mesmo se nem sempre eu consigar resolver os enigmas...


Nathaniel: Bem... O que é que nasce grande e morre pequeno?


A lua.
O dente.
(Eu não acho que seja isso...)


Nathaniel: ...


O dente.
O lápis.
Eu não sei...


Nathaniel: Isso mesmo!


Está vendo eu sou forte?!


Nathaniel: Oh, essa foi fácil. Todo mundo conhece.


Por que você não fez uma pergunta mais difícil?


Nathaniel: Eu guardo na reserva para depois.


(Terminar a conversa)


Escadaria


Kim: Os meus pais irão conhecer a escola melhor do que eu mesma se continuarem a andar tanto assim!


Ah, ah, os meus também! Mas parece que eles estão gostando.


Kim: Sim, os meus também. Eu nunca imaginei que eles iriam gostar disso!


Talvez isso fosse comum na época deles?


Kim: *Na época deles*? Ah, ah! Meus pais não são velhotes, você está confundindo com os pais do Lysandre.


N-Não fale tão alto, imagine se ele ouve!


Kim: Ora... Ele é distraído, mas deve ter reparado que os pais estão velhos...


N-Não foi isso que eu quis dizer...


1º Andar


Armin: Aqueles...


(O Armin está resmungando.) O que você tem?


Armin: Os pais da Peggy pensaram que o console que eu tinha deixado era um objeto a ser encontrado!


Não deveria ter abandonado seu console por aí...
Oh, talvez eles só queiram saber o que você está jogando?
Aqueles...


Armin: Ah, ah! Se você reage assim com o jogo dos outros, imagine como deve ser quando o jogo é seu!


... Não queira saber.


Armin: Oh, quero sim! Quero muito! Conta!


Tente pegar um dia desses e você vai descobrir!


Armin: Você também traz o seu jogo para a escola? Eu não sabia.


Não, sempre deixo em casa.


Armin: Mas então como você quer que eu pegue?


Você vai ter que vir na minha casa...


Armin: Pfff...


(Ele começou a rir.) Oh, confesse... Meu convite foi bem original.


Armin: F-Foi sim! Mas não foi isso que me fez rir.


O que foi, então?


Armin: Você se lembra da primeira ver que eu fui na sua casa?


Lembro! Quando a Rosalya nos contou o que iriamos fazer com a Debrah.


Armin: E você se lembra do que a Rosalya fez?


... Eu te detesto.


Armin: Ah, ah!


(Terminar a conversa)


Sala de Ciências


Lucia: Que demora...


Vamos conseguir!


Philippe: Você conhece a escola, normalmente devia saber quais objetos estavam aqui antes. E quais não estavam!


Estou procurando, eu juro!


Lucia: Na minha opinião eles devem ter colocado em locais onde vocês não tem costume de ir...


Com certeza, sim... (Acho que vou ter que olhar o porão, o vestiário, etc...)


Corredor 2


Blam!


Aiê! (Eu bati em alguém...)


Francis: Sinto muito...


(Ele me deu a mão paar que eu pudesse me levantar.) N-Não foi nada...


Francis: Cuidado por onde anda, minha querida...


(Próximo)


Francis: Não se preocupe, a culpa foi minha, eu não estava prestando atenção... Eu perdi de vista a minha esposa e meus filhos...


Oh... (Que estranho... Ele parece gentil, visto assim.)


Francis: Mais uma vez, sinto muito.


(Ele se foi.)


(A pipa está no porão.)


Escadaria


Philippe: Conseguimos? Temos todos os objetos?


Conseguimos sim! Temos o cacto, um relógio e uma pipa.


Lucia: E qual é o enigma?


(Próximo)


Philippe: "Eu posso ser o sol, eu posso ser a areia e posso também se um pássaro. Quem eu sou?" Temos a escolha entre o relógio, um cacto e uma pipa...


Vamos guardar o relógio...
Vamos guardar o cacto...
Vamos guardar a pipa...


Lucia: Você tem certeza?


Tenho!


Philippe: Por que você escolheu isso?


Não sei muito bem... Intuição, talvez?


Lucia: Mas não são os pais que devem achar as respostas?


Não, é um trabalho em equipe!


Philippe: Bom, se você acha...


... Você conhece a resposta pai?


Philippe: Acho que sim...


E eu estou certa?


Philippe: Veremos, quando tudo estiver terminado...


E agora o que devemos fazer?


Lucia: Temos que encontrar um cachimbo, uma flor marrom e um pedaço de madeira.


(É cada vez mais estranho tudo isso...)


1º Andar


(Ah, o Castiel está discutindo com os pais...)


Valérie: Não, eu já te disse que o objeto certo é o cacto!


(Próximo)


Castiel: Você só diz isso porque a frase te faz pensar em areia! Mas tem outras coisas que você te que levar em consideração, se quer saber!


(Próximo)


Valérie: É você que não suporta estar errado! Você é realmente insuportável!


(Próximo)


Castiel: De quem eu puxei isto, hein?!


A-Acho melhor me distanciar....


Lucia: Ainda bem que nós nunca brigamos desta maneira!


A mãe do Castiel fala com muita firmeza...


Philippe: Mas o filho dela está certo, a base do enigma é que a primeira resposta em que pensamos nem sempre é a boa!


(Terminar a conversa)


Sala de Ciências


Vocês estão conseguindo?


Iris: Ainda estamos no primeiro enigma, e vocês?


Pois nós passamos para a segunda questão!


Iris: Oh, não! Estamos atrasadas... Vocês encontraram os objetos em qual lugar?


Bem... Encontramos o relógio no corredor e o cacto no jardim, perto da estufa. E, o final, encontramos a pipa no porão!


Iris: Muito obrigada! Vamos dar uma olhada!


(Elas saíram correndo.)


Lucia: Ei! Não somos obrigados a ajudar o campo inimigo!


O campo inimigo? Que exagero...


Lucia: Os concorrentes, está melhor para você? Minha filha, você é gentil demais!


(Eu ouço sempre isso...)


(Cachimbo está na sala de ciências.)


Escadaria


Castiel: Esse jogo é realmente muito idiota...


Você só diz isso porque brigou com a sua mãe!


Castiel: Ei! Como você sabe disso?


O mundo inteiro ouviu!
Vocês não são nada discretos...
Eu sou adivinha, você não sabia?


Castiel: Pfff... Esse comentário foi ridículo.


Nada disso, foi engraçado!


Castiel: Não... ridículo.


Não, foi REALMENTE engraçado!


Lucia: Ei! Querem parar de gritar!


Foi ele quem começou...


Vestiário


Crystal: Mas onde está o seu pai?


(próximo)


Rosalya: Ele não conseguiu mais ouvir suas reclamações e foi embora.


(Próximo)


Crystal: O quê? Minha o quê? Foi graças a você que ele foi embora! Por ser tão teimosa!


(Bem... Digamos que entre a mãe do Castiel e da Rosalya, estamos fritos. E eu que a achava simpática e elegante...)


Lucia: Ah, ah! Elas duas tem personalidade forte! Está vendo quanta sorte você tem, minha querida?


(Próximo)


Philippe: No quesito personalidade forte, você não é tão diferente assim...


(Terminar a conversa)


(Flor Marrom está no vestiário.) 


Ginásio


... Eu acho que a sua filha e a sua esposa estão procurando pelo senhor...


Peter: Sério? E no entanto foram elas que me pediram para procurar direito o que estava na lista...


Ah... Elas não comentaram isso.


Peter: *suspiro* Vou procurar por elas, obrigado!


(Terminar a conversa)


(Pedaço de madeira está no pátio.)


Corredor Principal


Philippe: Recuperamos tudo?


Sim! Temos um carimbo, uma flor marrom e um pedaço de madeira!


Lucia: E qual foi a adivinhação?


(Próximo)


Philippe: Foi uma pergunta. "O que representa o quadro de René Magritte: A Traição das Imagens, Ceci n'est pus une pipe?"


Eu acho que é o cachimbo!
Eu acho que é a flor marrom!
Eu acho que é o pedaço de madeira!


Lucia: Você tem certeza?


Tenho!


Philippe: Bom, podemos passar para a próxima pergunta.


O que devemos encontrar?


Philippe: Um triângulo, uma flauta e um clipe de papel.


Um clipe de papel, isto me lembra alguma coisa!


Philippe: Você não está com a flauta na sua mochila? Normalmente você tem aula de flauta aqui...


É dia de visita na escola, eu não trouxe minha flauta.


Lucia: Não tem problema!


(Terminar a conversa)


(O triângulo está no grêmio.)


Corredor Principal


(Ah, o Nathaniel e a Ambre estão aqui...)


Nathaniel: Já te disse um milhão de vezes que não sei de nada! E ninguém me deu as respostas!


(Próximo)


Ambre: Não minta! Você é o representante de turma, você deve estar por dentro de alguma coisa!


(Próximo)


Nathaniel: Eu tenho a impressão de que você imagina coisas sobre o meu papel aqui... Eu NÃO sou um professor, não sei ABSOLUTAMENTE nada!


(Próximo)


Ambre: Pois então vá na sala dos professores e pegue as respostas certas! Eu não quero saber!


(Próximo)


Nathaniel: Pois vá você! Você é boa nisso! Roubou as provas!


(Próximo)


Ambre: Não foi a mesma coisa! Eu fiz aquilo para me vingar!


(Eu olhei na direção dos meus pais.)


Não quero saber de irmã caçula, entenderam bem?


Philippe e Lucia: Ah, ah!


(Terminar a conversa)


1º Andar


Peggy: E aí? Está perdida? Não encontra nada?


E-Estou...


Peggy: Eu posso te ajudar, eu sei onde estão os objetos!


Verdade! u quero saber sim!


Peggy: Porém... Você vai ter que pagar.


O QUÊ?


Peggy: Ei! Toda notícia em primeira mão tem o seu preço. Eu cobro 20$, topa?


Não, obrigada, eu vou achar sozinha!


Peggy: Você que sabe...


(Terminar a conversa)


(O Cilpe de Papel está na sala de ciências.)


Escadaria


(A Peggy não para de me seguir...)



Peggy: Você quer que eu te ajude! Por 20$, eu te digo onde o objeto está!


Não... Obrigada...
Está bem... (Eu entreguei o dinheiro para a Peggy.)


Peggy: Você que sabe...


(Não me olhe assim, eu NÃO vou cai em tentação!)


(A flauta está na sala de aula A.)


Corredor Principal


Philippe: Recuperamos tudo?


Temos um triângulo, uma flauta e um clipe.


Lucia: Com objetos assim, impossível adivinhar o enigma!


Você acha?


Philippe: Com certeza... E o clipe no meio é para nos deixar ainda mais confusos! Eles não podiam mais utilizar um outro instrumento de música.


Pois é, e como o orçamento previsto foi gasto no figurino da Rosalya...


Lucia: Então? Qual é o enigma desta vez?


(Próximo)


Philippe: É uma pergunta! "Qual instrumento foi utilizado pelos noruegueses para simbolizar a resistência ao regime nazista?"


Eu acho que foi o triângulo!
Eu acho que foi o clipe!
Eu acho que foi a flauta!
Eu volto já, vou procurar o Alexy!


Lucia: Você tem certeza?


Tenho!


Philippe: Bem, era tudo o que estava anotado na lista. Podemos voltar para ver o seu professor.


Legal! Espero que a gente ganhe!!


Pátio


Kentin: Vocês conseguiram achar tudo?


Conseguimos!


Kentin: U-Uau... Vocês são fortes!


Ah, ah... Estava duvidando?


Kentin: Não muito, eu esperava apenas conseguir achar antes de você!


Não foi o caso! Talvez da próxima vez!
Antes de mim? Por quê?
Como é bom sonhar...


Kentin: Por que você acredita que vai haver uma próxima vez? 


Ora, conhecendo a escola e tudo o que acontece aqui, garanto que sim! Tenho certeza absoluta!


Kentin: Ah, ah, eu vou me vingar!


(Terminar a conversa)


Ginásio


Prof. Faraize: Então, Docete. Vocês terminaram?


Terminamos, sim! O que devemos fazer? entregamos os objetos para o senhor?


Prof. Faraize: Vamos fazer por etapa, para não termos problema! O que vocês escolheram como enigma?


(Próximo)


Lucia: Era o que mesmo?


(Próximo)


Prof. Faraize: "Eu posso ser o sol, eu posso ser a areia e posso também ser um pássaro. Quem eu sou?"


Nós escolhemos o relógio.


Prof. Faraize: Perfeito! Era isso mesmo!


(Próximo)


Lucia: Ah? Por que tinha que ser um relógio?


(Próximo)


Prof. Faraize: A resposta era o tempo. Ele pode ser o sol graças ao relógio de sol, a areia graças a ampulheta e um pássaro graças ao relógio cuco! E entre os objetos que nós propusemos, somente o relógio tinha uma relação.


Legal! Acertamos em cheio!


Prof. Faraize: Bom, agora passamos para a próxima pergunta. A questão era: "O que representa o quadro de René Magritte: A Traição das Imagens, Ceci n'est une pipe?"


Escolhemos o cachimbo!


Prof. Faraize: Perfeito! Era isso mesmo!


(Próximo)


Lucia: Eu sabia... Mas por quê?


(Próximo)


Prof. Faraize: A senhora não conhece este quadro? O artista quis mostrar que mesmo se o quadro representasse o cachimbo, ele não chegava a ser um!


(Próximo)


Lucia: Oh, estou vendo... É interessante!


Acertamos em cheio! Super! 


Prof. Faraize: E a última questão?


O que era mesmo?


Prof. Faraize: Espere, eu vou reler para vocês... "Qual instrumento foi utilizado pelos noruegueses para simbolizar a resistência ao regime nazista?".


Escolhemos o clipe...


Prof. Faraize: E vocês estão certos!


(Próximo)


Lucia: Ah, esta foi fácil!


(Próximo)


Prof. Faraize: Oh, mais tinha que conhecer a história da Noruega para entender a questão!


(Próximo)


Lucia: Não foi muito complicado não. O triângulo era apenas um triângulo de madeira, o clipe era o mais indicado!


(Próximo)


Prof. Faraize: Oh... E eu que imaginava que tudo isso deixaria a pergunta mais difícil!


(Coitado, ele parece decepcionado...)


Prof. Faraize: Bom, vamos fazer as contas agora...


(Próximo)


Prof. Faraize: Parabéns! Vocês foram os primeiros a encontrar tudo e responder corretamente!


Verdade! Legal!


Lucia: O que nós ganhamos?


(Próximo)


Prof. Faraize: Este pequeno troféu!


(Ele entregou um troféu para a minha mãe.)


Lucia: Oh... Tome, minha querida, você pode guardá-lo!


(Confesse... Você não quer.)


Prof. Faraize: Vocês podem ir para o buffet agora!


Obrigada!


(Eu olhei para o meu pai.) Você estava bem silencioso!


Philippe: Sua mãe fala por nos dois!


(Próximo)


Lucia: Ei!


(Ela deu um tapinha no ombro dele.)


Ginásio


Eu posso ir? Eu gostaria de conversar um pouco com os meus amigos!


Lucia: Claro que sim! Eu vi alguns petiscos ali!


Ah, ah, ótimo! Até daqui a pouco!


Philippe: Espere! Não vamos demorar muito, pelo que eu entendi podemos ir embora após o buffet. Não passe muito tempo com seus colegas de sala, voc~e poderá vê-los outra hora.


Está certo, prometo!


Ginásio


Vocês também terminaram?


Rosalya: Sim! Não foi tão fácil, mas conseguimos!


Seus pais não estão com vocês?


Lysandre: Oh, bem... Eles estão conversando não muito longe...


(Próximo)


Rosalya: Sabe, eles queria conhecer um pouco mais a família da nora.


Eles nunca tinha se visto antes?
Estranho que eles precisem de um dia de visita na escola para se encontrarem!


Rosalya: Os pais do Lysandre nem sabiam como eu era. Imagine os meus pais!


E isto não te assusta um pouco?


Rosalya: Por que isto deveria me dar meso?


O encontro entre seus pais e seus sogros?


Rosalya: Bom, não, medo nenhum...


Eu ficaria com um pouco de meso, eu acho...


Rosalya: Ah, ah1 Talvez você tenha encontrado os seus sogros hoje!


N-Não fale besteira!


Ginásio


O que vocês estão fazendo?


Kim: Estamos fazendo uma nova aposta.


Hein?


Violette: O N-Nathaniel e o Castiel estão brigando... Você não consegue ouvi-los daqui?


(Eu me virei para vê-los.) Puxa... de novo? Mas por quê?


Kim: Já faz um bom tempo que deixei de querer entender alguma coisa!


Eu vou lá ver... Vocês vem comigo?


Violette: N-Não... Eles dois me dão medo...


(Próximo)


Kim: Ah! Eu não quero estar por perto quando o pai do Nathaniel se ligar que seu filho está prestes a sair na mão!


(Eita nossa!)


Ginásio


(Eles estão aqui...)


Nathaniel: Deixe-me em paz, Se você tem contas a prestar, veremos isto mais tarde!


(Próximo)


Castiel: Isso é porque o "papai" está por perto?


(Próximo)


Nathaniel: ... E o que isso tem a ver?


(Próximo)


Castiel: Não se faça de desentendido, todo mundo já reparou. Você morre de medo do seu pai, chega de ser patético!


(Próximo)


Nathaniel: Cale a boca...


(Próximo)


Castiel: Você calou a sua quando foi convencer a diretora para que os meus pais viessem? NÃO.


(O Nathaniel pegou no casaco do Castiel e o puxou contra ele.)


Nathaniel: Eu te disse para CALAR A BOCA!


(Próximo)


Francis: NATHANIEL!


(Próximo)


Francis: Pare com isso agora mesmo!


(O pai dele o pegou pelo braço e o puxou para trás.)


Francis: Fazer uma confusão dessas na frente de todo mundo! Você perdeu a cabeça!


(Próximo)


Nathaniel: ... É... Eu...


(Próximo)


Francis: CALE A BOCA! Iremos resolver isto em casa... Ambre, vamos!


(Próximo)


Ambre: Não acredito... Que vergonha!


(A família do Nathaniel saiu do ginásio.)


(Vá ver o Castiel e dê a maior bronca nele.) (Só se o loveô estiver 100.)
(Não faça nada.)


(Eu fui na direção do Castiel.) Qual é o seu problema? Por que você não deixou o Nathaniel tranquilo?!


Castiel: *surpreso* O que...


Não aguentamos mais! Vocês são piores do que crianças!


Castiel: Ei!


DEIXE-ME TERMINAR! Você tem que pedir desculpas para ele! Você foi o pior dos BABACAS!


Castiel: VOCÊ QUER SE ACALMAR?


(Eu me afastei e fui ver os meus pais.)


Venham... Vamos embora.


Philippe: Como preferir...


(Próximo)


Lucia: Eu não estava com vontade de ficar mesmo...


(Próximo)
(Saímos do ginásio.)


Pátio


Bom... Digamos que foi QUASE um dia perfeito!


Philippe: Que pena que o dia tenha se terminado com uma passagem desagradável...


Verdade...


Lucia: Aqueles dois alunos... Eles não se dão bem?


Eu acho que dá para perceber de cara!


Lucia: Por um lado é engraçado, encontramos os pais deles discutindo e eles não pareciam se dar bem também!


Verdade, eu também achei engraçado!


Philippe: Porém eles quatro parecem ser agradáveis!


Você acha?...


Philippe: O pai do seu amigo Nathaniel parece um pouco mais rigoroso, mas se você tivesse feito o mesmo tipo de escândalo, eu agiria da mesma maneira.


Eu não sei... Tem algo que me incomoda.


Lucia: Ah, é? O quê?


Bem...


Lucia: Ora, minha querida. Você sabe que pode nos contar tudo!


Eu sei! Mas não é nada, com certeza estou imaginando coisas!


(Não é verdade, eu tenho certeza de que algo não vai bem... E eu estou começando a entender aquelas marcas nas costas do Nathaniel...)
(Mas eu não posso falar... ainda não. Preciso ter certeza. E eu tenho uma ideia!)
(Tenho muita coisa para fazer.)


Entrada do Parque


Kentin: Ah, Docete! Conta para mim, você não viu os óculos da minha mãe?


Não, sinto muito!


Kentin: Puxa, eu tenho certeza que ela deixou na escola... Espero que ninguém tenha pisado neles!


Acho que não! Na pior das hipóteses, alguém os encontrou e eles estão na sala dos professores.


Kentin: Ah, é, bem pensado! Eu vou lá ver. A escola não fechou ainda, hein?


Acho que sim.
Não, ainda tem  bastante gente lá dentro.
A escola não fecha nunca.


Kentin: Sério?...


Bom, a cada vez que eu tentei entrar, ela estava aberta... Por isto...


Kentin: Ah, você precisa ir na escola sempre?


Às vezes acontece! Nem que seja para te ver!


Kentin: Oh...


(Terminar a conversa)


Apê


(Voltamos para casa.)
(Eu fui para o meu quarto e guardei minhas coisas.)


Lucia: Acabei de conversar com seu pai sobre o que os professores disseram sobre você.


Oh? E eu estou... De castigo?


Lucia: Ah. ah! Não! Você tem boas notas nas provas e nenhum professor reclamou do seu comportamento. Todos dizem que você é uma aluna responsável.


Ufa! Então, por que veio me ver?


Lucia: Porque decidimos te recompensar um pouco!


Verdade?


Lucia: Isto é para você!


(Ela me deu 35$.)


Lucia: Aqui está um pouco de bônus para a sua mesada!


Oh, muito obrigada, mãe!


Eu vou comprar roupas!


Lucia: Se você sair, poderia comprar croissant no mercado? Para amanhã de manhã.


Sim, claro! Eu vou agora mesmo!


(Eu agradeci ao meu pai pelo bônus e saí.)


Lojas


(Eu entrei na loja de roupas.)
(Eu vi várias roupas que eu não tinha ainda e uma nova coleção.)
(Eu escolhi a nova coleção. Ela estava um pouco mais cara, mas muito linda.)



(Pronto! Estou perfeita!)
(Eu saí da loja de roupas.)


Lanchonete


Charlotte: ...


Oh! Oi Charlotte! Você mora por aqui?


Charlotte: Não, só estou passeando.


Ah... Está bem...


(Como deve ser o Lysandre e a Charlotte conversando?...)


Apê


(Eu voltei para casa.)
(Eu fui direto para o meu quarto.)


Lucia: Docete, você se lembrou de comprar o croissant?


Oh, não, eu esqueci!


Lucia: O quê?


Sinto muito... Eu fui no shopping e esqueci de passar no mercado...


Lucia: Parabéns... Não é sempre que eu te peço alguma coisa!


Desculpe, não...


(Ela saiu do meu quarto sem dizer mais nada.)
(O final de semana chegou ao fim e eu voltei para a escola.)


Clube de Jardinagem


Oi, Lysandre! Você passou um bom final de semana?


Lysandre: Talvez.


"Talvez"? O que houve?


Lysandre: Bom, eu e o Leigh acompanhamos nossos pais até a casa deles e ficamos todo o final de semana.


Oh, coitado, deve ter sido um inferno...
Onde eles moram mesmo?
Ah? E isto te trouxe problemas?


Lysandre: Por ter ido vê-los? Não, nada disso!


Eu já imaginava... Você deve ter passado um bom momento com eles! Seus pais são adoráveis!


Lysandre: Obrigado!


Mas então, por que você não passou um bom final de semana?


Lysandre: Bem... Os meus pais venderam os coelhos que tínhamos. Eu sei, é bobagem, mas eu fiquei um pouco... triste.


Oh... Entendi...


Sabe, eu não acho isso tão bobo assim!


Lysandre: Gentileza sua!


Você quer que façamos algo para que você esqueça isso?


Lysandre: Não se preocupe com isso, já te disse. Eu fiquei um pouco triste, mas não é o fim do mundo.


(Terminar a conversa)


Ginásio


Olá, Armin! Passou um bom final de semana?


Armin: Sim, muito bom mesmo! Meus pais me deixaram passar uma noite em claro para fazer um raid!


Fazer o quê?
Noite em claro!


Armin: Sim, sabe, quando você não dorme a noite toda.


Obrigado, Armin, eu sei disso...
Oh... E você faz com frequência?


Armin: Por que você perguntou isso?


Porque fiquei surpresa em saber que os seus pais te deixaram fazer isso!


Armin: Ora, não é como se eu já não fizesse um todos os sábados à noite...


Ah, não foi uma exceção!


Armin: Ter a autorização para fazer, sim... foi uma exceção. Porém, normalmente, eu não fico esperando que eles dêem a permissão para que eu fique acordado toda a noite, jogando.


(Terminar a conversa)


Corredor Principal


Olá, Kentin! Você passou um bom final de semana?


Kentin: Sim! E você?


Eu também! Meus pais me deram mesada a mais após o dia de visita!


Kentin: Uau, que sorte! Os meus estavam felizes com o que os professores disseram sobre mim, mas eles não me deram nada.


Oh, que pena...


Kentin: Mas vale dizer também que passamos mais tempo mais tempo procurando o óculos da minha mãe do que falando sobre a peça de teatro ou do resto do dia.


Sua mãe é um pouco esquecida, não?
Ah, verdade? Ela perde sempre?
Puxa, que falta de sorte!


Kentin: Nunca tivemos muita sorte na família...


Verdade?


Kentin: Sim, quer dizer... Desde que meu pai me enviou para a escola militar, tudo está melhor... Mas antes... Como sempre acontecia comigo, todo mundo ficava afetado em casa.


Puxa, não sabia... Sinto muito...


Kentin: Você não tem culpa!


(Próximo)


Seu pai conseguiu conversar com o pai da Ambre como queria?


Kentin: Como ele queria, não. Ela estava escondida atrás do pai e ele não queria saber de nada.


Puxa...


Kentin: "Puxa"? Está brincando? É uma ótima novidade. A partir de agora, se eu for punido na escola porque algo que aconteceu com ela, tenho certeza que o meu pai vai me felicitar!


Você não vai fazer nada com ela, hein?...


Kentin: Não... Mas se ela me der um golpe baixo, eu não vou deixar de lado. Por quê?


Porque talvez eu vá precisar dela...


Kentin: Sério? O que você pretende fazer?


Oh, nada de importante! (Acho que falei demais...)


Corredor 2


Olá, Nathaniel! Você passou um bom final de semana?


Nathaniel: ...


Nathaniel? (Eu acho que ele não me ouviu.)


(Eu me aproximei dele e coloquei a mão no seu ombro.)


Nathaniel: Hein? Ah, sim, sinto muito!


Você estava pensando em quê?


Nathaniel: No meu final de semana...


Então? Como foi?


Nathaniel: *sorriso sem graça* Sim, tudo foi perfeito.


Verdade? O meu também foi bom!
Estranho, difícil acreditar em você.
Você não está com vontade de falar, está?


Nathaniel: Eu não sei o que eu ganharia se te contasse que recebi a maior bronca da minha vida.


Ele estava tão zangado assim?


Nathaniel: E desta vez, havia um motivo... Fizemos um escarcéu, eu e o outro idiota.


Foi ele quem começou...


Nathaniel: Eu sei, ele sempre se saiu super bem, eu tenho certeza que os pais dele não falaram nada.


(Próximo)


Sala de Aula B



(A Iris está conversando com o Castiel.)


Iris: Minha mãe gostou muito da sua mãe.


(Próximo)


Castiel: Legal...


(Próximo)


Iris: Ela gostou muito do pai da Violette também.


(Próximo)


Castiel: Que maravilha...


(Próximo)


Iris: Não é mesmo? Estou feliz que os nossos pais tenham se dado bem!


(Eu acho que ela tem dificuldades para entender os sarcasmos.)


Sala de Ciências


(Olha só, o Lysndre e o Kentin estão conversando.)


Lysandre: Entendi... De uma certa maneira, sua mãe sofre da minha maldição com o bloco de notas, só que com os óculos.


(Próximo)


Kentin: Isso, podemos dizer que é isso! Quer dizer, bem, ela não perde tanto assim. Só que ela demora para se dar conta. por isso, unca sabemos onde ela poderia ter deixado.


(Próximo)


Lysandre: Ah, é? Eu pensei que com este tipo de óculos, com um grau tão forte, não poderíamos ver nada.


(Próximo)


Kentin: Pois é. Mas ela fica tão distraída falando sobre alguma coisa que acaba esquecendo que não vê nada!


(Próximo)


Lysandre: Engraçado isso!


(Próximo)


Kentin: Pois é! Achamos graça também, mas, bom... O chato é que temos que encontrar!


(Vamos brindar com champanhe! O Lysandre falou mais de duas frases numa conversa com outra pessoa além do Castiel!)


Grêmio


(A Rosalya e o Alexy estão conversando.)


Rosalya: Nós guardamos os figurinos numa caixa. Uma pena que nenhum dos pais presentes trabalha no setor de moda, tenho certeza que teríamos chamado a atenção!


(Próximo)


Alexy: Tem a mãe do Nathaniel e da Ambre... Ela era modelo. Talvez ela tenha guardado alguns contatos.


(Próximo)


Rosalya: Oh, você acha? Temos que perguntar para a Ambre!


(Pelo que estou vendo... Não sou a única a procurá-la...)


Pátio


Olá, Castiel! Você passou um bom final de semana?


Castiel: Não.


(Começamos bem.) O que houve?


Castiel: Meus pais foram embora hoje pela manhã. Você precisa de mais detalhes ou você entendeu o problema?


Não, está bem, entendi...


Você não deixa de ser duro com eles!
Eu não entendo porque você se irrita tanto com eles
Ah, pelo menos agora você está tranquilo.


Castiel: Não chega a ser algo ruim.


Como?


Castiel: Você não reparou? As pessoas que mais me irritam são aquelas com quem eu me dou melhor.


Você está tentando me dizer que não é por eles te irritarem que você não gosta deles?


Castiel: Parabéns! Você conseguiu descobrir isto sozinha?


Hum... Como eu te irrito com frequência isto significa também que você gosta de mim?


Castiel: Você não tinha reparado ainda?


É difícil ter certeza!


Escadaria


Ambre: Puxa, e eu que pensei que os seus pais iriam te mudar de escola após o dia da visita...


Por que eles iriam me fazer uma coisa dessas?


Ambre: Os professores não falaram nada sobre o seu comportamento?


Não, nada...


Ambre: Hein? Por que não? Você jogou um balde d'água na Debrah, eles deveriam ter falo!


COMO?! "Eu" joguei um balde? Foram você e suas coleguinhas, se não se lembra mais!


Ambre: Bem, mas este detalhe só nós sabemos...


(E eu que preciso da aujda dela... Socorro!)


Ambre: Vai, sai da frente. Preciso encontrar a Li e a Charlotte.


Espere! Tenho algo para te pedir!


Ambre: Ah, é? O quê? Como ficar menos feia? Sinto muito, você é caso perdido...


Não, eu gostaria que você me falasse um pouco mais sobre as marcas que o seu irmão tem nas costas.


Ambre: Você ainda pensa nisso?...


Digamos que não é fácil esquecer.


Ambre: Aff... Eu não tenho mais nada para falar, eu nem lembro mais quais besteiras eu disse da última vez.


Você tinha dito que... Espere um minuto, "besteiras"?


Ambre: Sim, as que devo ter falado na última vez.


... Era mentira?


Ambre: Não era não?... Espere, eu queria um telefone e você queria informações que não existem. Eu não tinha escolha!


Quer dizer que o seu irmão não recebeu aquelas marcas na sua casa?


Ambre: Eu tinha dito isso?


Tinha!


Ambre: Não, eu não sei onde ele fez aquelas marcas.


Legal... Obrigada por nada!


(Pff... Eu não sei mais se ela está mentindo ou falando a vcerdade... Eu acho que vou saber com certeza se eu for na casa dela diretamente.)
(Eu preciso achar outra coisa para força-la a dizer a verdade.)


Corredor 2


Ambre: você ainda está aqui? Você não me ouviu não? Eu não tenho nada a dizer!


Espere, eu só queria saber...


Ambre: O QUÊ?


O que acha de fazermos as pazes?


Ambre: Hein? Como assim?


Parando com os conflitos, para que possamos ser amigas, entende?...


Ambre: Não podemos ser próximas, você é uma amiga muito chata!


(Você também não é lá essas coisas...) Você não quer ao menos tentar?


Ambre: Mas não temos que tentar nada! Eu não quero ser sua amiga, só isso. Porém...


Porém...?


Ambre: Eu aceito uma trégua... Você para de ficar no meu caminho e eu faço o mesmo...


... Isto me parece justo... Ei, espere! Eu nunca te impedi de fazer o que quer que seja!


Ambre: Impediu sim... Desde que você chegou, eu falo com o Castiel menos do que antes. Você vive chamando a atenção dele e eu quero que você pare, pelo menos no memento em que estamos todos os dois.


O q-que?


Ambre: Você me ouviu bem. Eu quero que você pare de vê-lo, talvez nesse momento nós poderemos fazer uma trégua. Eu aceito até fazer algo em contrapartida!


M-Mas...


Ambre: Você vai vê-lo e dizer que nunca mais quer conversar com ele. Fácil... Assim, você não precisa mais tentar me convencer para conseguir o que quer. É justo, não?


(Ah... Ela entendeu onde eu queria chegar.)


Ambre: Então? Você vai fazer?


Vá sonhando!
... Ok. (Está resposta ganha a imagem, porém o lovêo com o Castiel abaixa, sugiro fazer o replay para ganhar a imagem.)


Ambre: Ah, ah! Eu te espero aqui.


(Gente... Por que eu estou fazendo isso?)


Corredor Principal


(Gente... Por que eu disse sim?)
(Eu poderia ter achado outra solução, tenho certeza disso!)


Iris: Tudo bem, Docete? Você parece preocupada!


Não é nada, está tudo bem. estou apenas fazendo um pacto com o diabo!


Iris: O-O quê?


Você viu o Castiel por acaso? Eu preciso falar com ele...


Iris: Ela não foi para casa? Ele não fica muito tempo na escola após a aula.


Puxa, espero que ele não tenha ido embora. Preciso falar com ele!


Iris: É ele o "diabo" que você citou há pouco?


Não, não se preocupe... Ele é apenas um chato, mas não é tão mal assim.


Corredor Principal


Você não viu o Castiel por acaso?


Lysandre: Não, sinto muito...


Puxa...


Lysandre: Vamos sair juntos hoje à noite, ele não iria embora sem me avisar.


Legal! Boa notícia... Vocês vão fazer o quê?


Lysandre: Nada de especial, eu acho que ele que comprar cordas novas ou algo do tipo.


Uau... Que passeio interessante.
Oh, eu posso ir com vocês?
Só isso?


Lysandre: Se você quiser... Eu não acho que isto vai ser um problema.


Legal, vocês vão a que horas?


Lysandre: Eu não sei... Acho que não vamos demorar muito.


Ah, espere, me enganei! Eu não posso! Se tudo der certo, já estarei ocupada hoje à noite.


Lysandre: Você tem um encontro com alguém?


Digamos que sim, eu queria ir na casa de uma... "amiga".


Lysandre: Oh, entendi. Uma próxima vez.


(Terminar a conversa)


Corredor Principal


Você viu o Castiel por acaso?


Armin: Não, e você? Você não viu o Kentin?


Não... sinto muito... Por quê?


Armin: Vamos sair hoje à noite. Eu devo encontrá-lo antes de ir embora.


Verdade? Vocês vão fazer o quê?


Armin: Nada de especial, eu vou mostrar meus jogos de combate.


Ah, verdade? Você acha que ele vai gostar?


Armin: Claro, todo mundo gosta destes jogos! Até você, eu tenho certeza de que você iria gostar!


Hum... Eu acho que não...
Claro, eu adoro isso!
Bof... Eu prefiro jogos que tenham uma história!


Armin: Ah, é? É raro uma garota gostar!


Você acha? Eu conheço bastante garota que gosta também!


Armin: Sua colega, a Lety, ela joga?


Hum... Eu não sei.


Sala de Aula A


Nathaniel: Posso saber o que você e minha irmã estão tramando?


Como assim?...


Nathaniel: Eu vi vocês duas conversando há pouco. O que vocês estavam fazendo?


B-Bom, nada! Eu tenho o direito de conversar com a sua irmã!


Nathaniel: Não se faça de inoscente, a cada vez que eu vejo vocês duas, tudo se termina mal!


Largue do meu pé... Eu faço o que bem entender.
Pelo menos alegramos um pouco o ambiente!
Sinto muito...


Nathaniel: Vocês duas são verdadeiros imãs para problemas!


Mas sem nós duas você se entediaria!


Nathaniel: Não, eu poderia estudar tranquilamente.


Ei! Não incomodamos ninguém, pelo que eu saiba!


Nathaniel: Ainda não, mas conhecendo vocês como conheço, vai acontecer!


(Você nem imagina quanto...)


Corredor Principal


Li: O que você e a Ambre estão fazendo?


Como assim?


Li: A Ambre parece encantada, mas ela não quer dizer o motivo. E você é a última pessoa com quem ela falou! Conta!


É um assunto nosso.


Li: Pfff... Eu irei saber de qualquer maneira, o melhor é você me dizer agora!


Pelo contrário, visto que de qualquer maneira alguém vai te passar a informação, eu não irei perder meu tempo contando.


Li: Eu não entendi...


Deixa para lá...


Corredor Principal


Ah, aqui está você...


Castiel: ... O que houve? Você está com uma cara estranha.


(Ele vai me matar...) É... Eu...


Está tudo acabado entre nós...


Castiel: ...?


(Ele olhou para trás como se eu estivesse falando com outra pessoa.)


Castiel: ... Desta vez você vai me desculpar, eu não entendi a piada.


E-Eu não quero mais te ver.


Castiel: ... Ei, espere, você está falando sério?


V-Você não entendeu? Você está surdo? Eu não quero mais te ver, acabou!


Castiel: ...


(Se os olhos dele fossem metralhadoras, eu estaria morta agora mesmo.)


Castiel:  Que tudo fique claro... Para que algio se termine, precisa começar. Por isto não fale neste tom comigo. Fala sério, você pesou o quê? Só porque fui gentil com você, isto te subiu a cabeça?


N-Não...


Castiel: ENTÃO POR QUÊ?


... (Eu o irritei bastante.)


Castiel: Sou eu quem não quero mais te ver! Saia da minha frente!


(Ele saiu, me empurrando.)
(Bom... Pelo menos a Ambre vai ficar contente, funcionou...)


Escadaria


Ambre: Aqui está você...


...


Ambre: Ah, ah! Eu acredito... Ele te falou o quê?


Não estou com vontade de falar sobre isso...


Ambre: Então, você fez?


Não dá para perceber? (Eu devo estar com uma cara de velório.)


Ambre: Eu mesma vou perguntar!


Está bem agora? Posso ir na sua casa?


Ambre: É isso que você quer?


É. Eu quero poder ir na sua casa hoje, como uma amiga, para passar a noite.


Ambre: Você é estranha mesmo, sabia?


Está bem?


Ambre: Você deu um fora no Castiel, por isto eu digo sim, acho... Espere, não ´pe para pegar minhas roupas ou algo do tipo, hein?


Claro que não...


Ambre: Você está preparando uma armadilha, é isso? Vou logo te avisando, se fizer algo, não será um balde d'água que você vai levar na cara!


Mas já te disso que não!


Ambre: Perfeito! De qualquer maneira, se for isto ou não, sou eu quem irei comandar. Ah. ah! estamos combinadas?


(Ela pede um aperto de mão.) Estamos combinadas...




(Terminar o Episódio!)


Ps: Se quiserem me add no amor doce é só enviar o covite paraEmilyCrisly.

22 comentários:

  1. Se eu não fizer o pacto com a ambre eu ainda vou pra a casa dela ? Quando é q vc vai postar o 23?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aceitando ou não o pacto vc vai descobrir o segredo do Nath até pq o ep 23 gira em torno disso, porém você irá perder a imagem e terá que comprar um kit de maquiagem de 180$ para Ambre que ela nem ao menos vai aceitar.. E se vc aceitar o trato o loveô com o Cast cai 20 é isso ;)
      Pretendo postar semana que vem, senão antes :)

      Excluir
    2. na VERDADE VOCE VAI GANHAR UMA MAQUIAGEM LINDA. SE NÃO ACEITAR!

      Excluir
    3. Bom, meu loveo com ele está 110 isso não prejudicará muito né?

      Excluir
    4. Lara... PREJUDICARA. SIM... 110-20. 90, É SE VC TIVER UM OUTRO PAQUERA COM 95? VAI GANHAR A IMAGEM DO OUTRO PAQUERA!!!

      Excluir
  2. O que acontece se eu não concordar com o pacto com a Ambre? Quanto o loveo com o Castiel vai baixar? No 23 nós conseguimos "voltar" com o Castiel?
    Eu não sei se consigo fazer isso, abdicar ele mesmo que por pouco tempo, eu me sentiria muito como Debrah se o magoasse, mas eu sei que o Nath precisa da Docete e eu amo ele também. Meu Deus, estou num conflito interno horrível, eu vou chorar de desespero...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aceitando ou não o pacto vc vai descobrir o segredo do Nath até pq o ep 23 gira em torno disso, porém você irá perder a imagem e terá que comprar um kit de maquiagem de 180$ para Ambre que ela nem ao menos vai aceitar..

      No ep 23 vc tem como escolher qual paquera você quer que te ajude com a história do Nath, escolhendo o Castiel eu acho que consegue recuperar o que perdeu no loveometro, mas mesmo que escolha ajudar o Nath com outro paquera posteriormente na história o Cast volta a falar com você..

      É difícil fazer isso com o Castiel eu também me sinto horrível, mas como eu disse de qualquer jeito vc volta com ele e no decorrer da história consegue aumenta o lovêo com ele.. ;)

      Excluir
  3. Mas se a gente não aceitar ganha a imagem no próximo, né? Tipo, eu nem ligo em perder a imagem com a Ambre, eu quero é com o Nath mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim vc ganha a imagem com o nath mesmo nao ganhando do da ambre...vc so tem q escolher a roupa certa... eu nao aceitei o trato,mas obtive a imagem com meu lindo Nathaniel

      Excluir
  4. Eu não cheguei ainda ao ep 23 por isso não tenho certeza, mas creio que sim, se vc responder tudo corretamente e escolher a roupa certa ganha a imagem..

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Esse dias estão meio corridos para mim por isso não postei ainda, mas assim que possível eu posto não vou demorar muito ;)

      Excluir
  6. Respostas
    1. Pretendo postar essa semana, desculpem o atraso não tenho tido muito tempo ultimamente..

      Excluir
    2. Ah sim, tudo bem então... :) é que eu fico ansiosa para saber o que acontece... Eu não gosto de ver vídeos eu prefiro ler haha

      Excluir
  7. vc deveria criar um aqui de nao aceitando o trato...pq quero saber o q acontece o q ganha se entregar a maquiagem pras amigas...por exemplo...dei minha maquiagem pra melody e ela me deu $85

    mas queria saber o q acontece se entregar pra outras meninas

    e saber a onde eh q fica a paleta de maquiagem ja q ela esta escondida no cenario quando a ambre nao aceita o tal presente da docete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, eu não postei o ep desse jeito pq não consegui achar. Mas se eu achar pode deixar que posto ;)

      Excluir
    2. moça, se vc não aceitar o trato vc compra ou acha a maquiagem ai se vc não dar a ninguém,sua do7 fica com ela e vc desbloqueia novos olhos bocas etc...

      Excluir
  8. To tendo a pior briga interna do mundooo ... Dizem que a maquiagem e linda ! e se vc da ela pra melody vc ganha 80 reais ... mas eu sou aquela docete apaixonada por imagens e esse ep so tem essa imagem :( E eu sou apaixonada pelo Castel ... Eu não sei oq fazer ! ... Emilly o que vc faria ? ( Primeiramente eu adoro o blog , e só uso ele , obrigada por tudo )

    ResponderExcluir
  9. Se eu nao fizer o trato com a Ambre, meu loveo com o Nath abaixa? Eu boiei aqui, pq eu sei q se fizer diminui com o Casey, mas se eu nao fizer, não diminui com ninguém?
    Amo seu blog só pra avisar, só uso ele, o melhor dos melhores...

    ResponderExcluir
  10. Meu loveo com o Castiel está 78, eu devo dar uma bronca nele ou deixar para lá? Não quero abaixar ainda mais o loveo dele.

    ResponderExcluir